Novas receitas

A Panda Express está levando frango com laranja ao redor do país em um food truck

A Panda Express está levando frango com laranja ao redor do país em um food truck


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Se você adora frango com laranja, pode fazer uma visita para comê-lo de graça

O caminhão de frango laranja percorre todo o país.

Restaurantes como Wingstop e Olive Garden entraram no negócio de food truck - e agora, Panda Expresso é também.

A partir de 22 de agosto, o Panda Express irá pegue a estrada em todo o país, começando no evento de food truck Chinatown Summer Nights em Los Angeles.

O caminhão oferecerá aos clientes amostras grátis de seu frango com laranja, juntamente com arroz branco e latas de Pepsi.

Ao lado do caminhão estará um Orange Chicken Lounge onde os hóspedes podem se divertir e, é claro, comer frango com laranja. O lounge apresentará um jogo de perguntas e respostas e um desafio de pauzinhos de frango com laranja. Haverá também um desafio do chef frango com laranja, durante o qual quatro ou cinco chefs criarão pratos usando o prato.

Não há nenhuma palavra sobre para onde o caminhão de frango laranja irá depois de Los Angeles, mas esperamos que ele pare na cidade de Nova York, porque os únicos locais do Panda Express estão no Queens.


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria do restante disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38% das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro panda do Havaí tem a maior receita de qualquer panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande massa de terra comercial em torno da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-show" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - “durante o tempo que for preciso”.

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Administração da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee diz que a versão tradicional é feita com casca de laranja desidratada, o que lhe confere um sabor muito mais assertivo e fresco. O frango é normalmente picado com os ossos que sobraram.

A versão de Panda é típica de como o prato foi americanizado - ainda picante, mas mais doce.

AQUI O QUE posso contar sobre a fórmula do Panda: os pedaços de frango desossado são empanados, fritos, congelados e enviados para cá de cozinhas corporativas na Califórnia. Os nuggets são fritos novamente em restaurantes locais e o molho é feito na hora com uma mistura básica de açúcar, vinagre, molho de soja e extrato de laranja. Cozinhar o vinho, o óleo de gergelim, a pimenta malagueta e o alho picado e o gengibre são refogados em uma wok quente, depois a mistura de soja é colocada e, em seguida, os pedaços de frango frito.

Tudo o que vocês químicos de cozinha podem ter nisso - me avise se você chegar perto.

O Orange Chicken passou a ser o principal item do cardápio da rede sem o benefício de nenhuma campanha nacional, mas Gee tem sua teoria. Ele visitou muitos Pandas enquanto ajudava a recrutar a rede, e percebeu que os funcionários eram rápidos em oferecer amostras grátis de Orange Chicken.

"Se houvesse um momento de folga, haveria uma garota entregando a você um palito de dente com um pedaço de frango. Achei que se ficasse na fila por tempo suficiente teria frango suficiente para não ter que comprar nada."


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria dos outros disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38 por cento das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro panda do Havaí tem a maior receita de qualquer panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande massa de terra comercial em torno da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-show" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - “durante o tempo que for preciso”.

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Gestão da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee diz que a versão tradicional é feita com casca de laranja desidratada, o que lhe confere um sabor muito mais assertivo e fresco. O frango é normalmente picado com os ossos que sobraram.

A versão de Panda é típica de como o prato foi americanizado - ainda picante, mas mais doce.

AQUI O QUE posso contar sobre a fórmula do Panda: os pedaços de frango desossado são empanados, fritos, congelados e enviados para cá de cozinhas corporativas na Califórnia. Os nuggets são fritos novamente em restaurantes locais e o molho é feito na hora com uma mistura básica de açúcar, vinagre, molho de soja e extrato de laranja. Cozinhar o vinho, o óleo de gergelim, a pimenta malagueta e o alho picado e o gengibre são cozidos em uma wok quente, em seguida, a mistura de soja é colocada e, em seguida, os pedaços de frango frito.

Tudo o que vocês químicos de cozinha podem ter nisso - me avise se você chegar perto.

O Orange Chicken passou a ser o principal item do cardápio da rede sem o benefício de qualquer campanha nacional, mas Gee tem sua teoria. Ele visitou muitos Pandas enquanto ajudava a recrutar a rede, e percebeu que os funcionários eram rápidos em oferecer amostras grátis de Orange Chicken.

"Se houvesse um momento de folga, haveria uma garota entregando a você um palito de dente com um pedaço de frango. Achei que se ficasse na fila por tempo suficiente teria frango suficiente para não ter que comprar nada."


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria dos outros disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38 por cento das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro Panda do Havaí tem a maior receita de qualquer Panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de ficar escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande área comercial ao redor da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-show" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - “durante o tempo que for preciso”.

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Gestão da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee diz que a versão tradicional é feita com casca de laranja desidratada, o que lhe confere um sabor muito mais assertivo e fresco. O frango é normalmente picado com os ossos que sobraram.

A versão de Panda é típica de como o prato foi americanizado - ainda picante, mas mais doce.

AQUI O QUE posso contar sobre a fórmula do Panda: os pedaços de frango desossado são empanados, fritos, congelados e enviados para cá de cozinhas corporativas na Califórnia. Os nuggets são fritos novamente em restaurantes locais e o molho é feito na hora com uma mistura básica de açúcar, vinagre, molho de soja e extrato de laranja. Cozinhar o vinho, o óleo de gergelim, a pimenta malagueta e o alho picado e o gengibre são refogados em uma wok quente, depois a mistura de soja é colocada e, em seguida, os pedaços de frango frito.

Tudo o que vocês químicos de cozinha podem ter nisso - me avise se você chegar perto.

O Orange Chicken passou a ser o principal item do cardápio da rede sem o benefício de qualquer campanha nacional, mas Gee tem sua teoria. Ele visitou muitos Pandas enquanto ajudava a recrutar a rede, e percebeu que os funcionários eram rápidos em oferecer amostras grátis de Orange Chicken.

"Se houvesse um momento de folga, haveria uma garota entregando a você um palito de dente com um pedaço de frango. Achei que se ficasse na fila por tempo suficiente teria frango suficiente para não ter que comprar nada."


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria dos outros disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38 por cento das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro panda do Havaí tem a maior receita de qualquer panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande massa de terra comercial em torno da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-show" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - “durante o tempo que for preciso”.

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Gestão da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee diz que a versão tradicional é feita com casca de laranja desidratada, o que lhe confere um sabor muito mais assertivo e fresco. O frango é normalmente picado com os ossos que sobraram.

A versão de Panda é típica de como o prato foi americanizado - ainda picante, mas mais doce.

AQUI O QUE posso contar sobre a fórmula do Panda: os pedaços de frango desossado são empanados, fritos, congelados e enviados para cá de cozinhas corporativas na Califórnia. Os nuggets são fritos novamente em restaurantes locais e o molho é feito na hora com uma mistura básica de açúcar, vinagre, molho de soja e extrato de laranja. Cozinhar o vinho, o óleo de gergelim, a pimenta malagueta e o alho picado e o gengibre são refogados em uma wok quente, depois a mistura de soja é colocada e, em seguida, os pedaços de frango frito.

Tudo o que vocês químicos de cozinha podem ter nisso - me avise se você chegar perto.

O Orange Chicken passou a ser o principal item do cardápio da rede sem o benefício de qualquer campanha nacional, mas Gee tem sua teoria. Ele visitou muitos Pandas enquanto ajudava a recrutar a rede, e percebeu que os funcionários eram rápidos em oferecer amostras grátis de Orange Chicken.

"Se houvesse um momento de folga, haveria uma garota entregando a você um palito de dente com um pedaço de frango. Achei que se ficasse na fila por tempo suficiente teria frango suficiente para não ter que comprar nada."


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria dos outros disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38% das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro Panda do Havaí tem a maior receita de qualquer Panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de ficar escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande área comercial ao redor da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-show" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - "durante o tempo que for preciso".

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Administração da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee diz que a versão tradicional é feita com casca de laranja desidratada, o que lhe confere um sabor muito mais assertivo e fresco. O frango é normalmente picado com os ossos que sobraram.

A versão de Panda é típica de como o prato foi americanizado - ainda picante, mas mais doce.

AQUI O QUE posso contar sobre a fórmula do Panda: os pedaços de frango desossado são empanados, fritos, congelados e enviados para cá de cozinhas corporativas na Califórnia. Os nuggets são fritos novamente em restaurantes locais e o molho é feito na hora com uma mistura básica de açúcar, vinagre, molho de soja e extrato de laranja. Cozinhar o vinho, o óleo de gergelim, a pimenta malagueta e o alho picado e o gengibre são refogados em uma wok quente, depois a mistura de soja é colocada e, em seguida, os pedaços de frango frito.

Tudo o que vocês químicos de cozinha podem ter nisso - me avise se você chegar perto.

O Orange Chicken passou a ser o principal item do cardápio da rede sem o benefício de qualquer campanha nacional, mas Gee tem sua teoria. Ele visitou muitos Pandas enquanto ajudava a recrutar a rede, e percebeu que os funcionários eram rápidos em oferecer amostras grátis de Orange Chicken.

"Se houvesse um momento de folga, haveria uma garota entregando a você um palito de dente com um pedaço de frango. Achei que se ficasse na fila por tempo suficiente teria frango suficiente para não ter que comprar nada."


Orange Chicken por conta da casa

VAMOS brincar de associação de palavras. Vou dizer uma palavra e você diz o que primeiro vem à mente.

OK, alguns de vocês disseram "urso", mas eu arriscaria que a maioria do restante disse "Frango com laranja", especialmente dadas as pistas visuais nesta página.

A verdade é que o Panda Express Orange Chicken é um fenômeno da cultura pop. Em 900 restaurantes Panda em 36 estados, esses pequenos nuggets esmaltados são o número 1 em vendas, respondendo por 38 por cento das vendas, embora os clientes normalmente tenham 19 outras opções de menu.

“Temos pessoas batendo na porta depois que fechamos, dizendo: 'Podemos comer um pouco de Orange Chicken?' "diz Randal Abrams, líder de treinamento da Panda no Havaí. “Mesmo durante uma queda de energia, temos pessoas dizendo: 'Você só come Orange Chicken?' "

No ano passado, diz Abrams, a rede vendeu 39 milhões de libras desse frango.

A receita do frango Panda está entre os principais pedidos dos leitores desta coluna. Não tenha muitas esperanças, porém, eu não tenho isso. A Panda não vai lançá-lo, nem vai desistir de seu segundo vendedor, Beef Broccoli, e ninguém diz que eles precisam, então vocês podem parar de perguntar.

Então, por que trazer isso à tona? Bem, eu tenho algumas pistas a oferecer (continue lendo). Além disso, a Panda comemora 20 anos no Havaí na próxima semana com uma festa em seu mais novo local, no Moanalua Shopping Center. O governador é esperado, junto com o fundador da empresa Andrew Cherng e outros figurões do Panda.

20º ANIVERSÁRIO

Afinal, o primeiro panda do Havaí tem a maior receita de qualquer panda em qualquer lugar - isso é US $ 4 milhões anualmente na praça de alimentação do Ala Moana Center, diz Abrams.

Moanalua está a caminho da segunda posição nacionalmente, acrescenta, e representa a visão da Panda para o futuro. É autônomo, em vez de escondido em uma praça de alimentação ou shopping center, localizado naquela grande massa de terra comercial em torno da Bolsa da Marinha de Pearl Harbor. Além disso, tem uma "cozinha-espectáculo" aberta, a la Roy Yamaguchi, e um drive-entretanto, a la McDonald's.

“É o primeiro restaurante chinês drive-through do país”, diz Abrams.

O império Panda começou há mais de 30 anos como um restaurante de serviço completo, o Panda Inn em Pasadena, Califórnia. O primeiro Panda Express foi inaugurado nas proximidades de Glendale em 1983.

Os restaurantes da Panda no Havaí agora são 12, mas os planos são de abrir mais cinco este ano e, eventualmente, expandir para 40, diz Lustig. Nacionalmente, o plano é adicionar 150 restaurantes por ano, com uma visão de 10.000 - “durante o tempo que for preciso”.

Darren Tristano, vice-presidente executivo da Technomic, diz que as lojas Panda mais recentes refletem o interesse do cliente em uma experiência gastronômica que vai além do fast food, com salas de jantar mais agradáveis ​​e mais variedade, mas ainda rápido e conveniente.

Chuck Gee, reitor emérito da escola de Gestão da Indústria de Viagens da Universidade do Havaí, ajudou a recrutar cozinheiros para a Panda e conhece bem a operação local. "As pessoas gostam de coisas com preços populares - 'popular' é um eufemismo para 'barato' - e gostam rápido e não complicado. O Panda satisfaz os três."

Gee diz que a Panda também tem tido sucesso no desenvolvimento de receitas que podem ser produzidas rapidamente por cozinheiros sem treinamento em chinês clássico, com sabores que agradam tanto aos clientes que entendem da comida chinesa quanto aos que precisam de uma abordagem mais ocidentalizada.

O que traz a discussão de volta ao Orange Chicken. A versão do Panda foi inspirada no Havaí, na época em que a loja Ala Moana estava abrindo. Era baseado em pratos de frango frito ao estilo local (pense em mochiko ou frango com alho), tanto quanto no prato tradicional chinês. A ideia foi levada aos chefs da rede na Califórnia para desenvolvimento.

No início, diz Lustig, era "uma espécie de galinha, mas eles perceberam que era um pouco difícil para os clientes comerem".

O prato tem raízes em um prato tradicional chinês, Chen Pi Gi, que aparece na culinária Hunan, Sichuan e Cantonesa. Gee says the traditional version is made with dried orange rind, giving it a much more assertive, fresher taste. The chicken is normally chopped with the bones left in.

Panda's version is typical of how the dish has been Americanized -- still tangy, but sweeter.

HERE'S WHAT I can tell you about Panda's formula: The boneless chicken pieces are breaded, fried, frozen and sent here from corporate kitchens in California. The nuggets are re-fried in local restaurants, and the sauce is made fresh from a base mix of sugar, vinegar, soy sauce and orange extract. Cooking wine, sesame oil, chili peppers and minced garlic and ginger are stir-fired in a hot wok, then the soy mixture goes in, then the fried chicken pieces.

All you kitchen chemists can have at it -- let me know if you get close.

Orange Chicken came to be the chain's top menu item without benefit of any national campaign, but Gee has his theory. He visited a lot of Pandas while helping the chain recruit, and noticed that employees were quick to offer free samples of Orange Chicken.

"If there was a slack moment, there'd be a girl handing you a toothpick with a piece of chicken. I figured if I stood in line long enough I'd have enough chicken that I wouldn't have to buy anything."


Orange Chicken on the house

WE'RE GOING to play word association. I'll say a word and you say what first comes to mind.

OK, a few of you said "bear," but I'd venture that a majority of the rest said "Orange Chicken," especially given the visual clues on this page.

Truth is, Panda Express Orange Chicken is something of a pop-culture phenom. At 900 Panda restaurants in 36 states, those little glazed nuggets are the No. 1 seller, accounting for 38 percent of sales, even though diners typically have 19 other menu choices.

"We have people banging on the door after we're closed, saying, 'Can we just have some Orange Chicken?' " says Randal Abrams, training leader for Panda in Hawaii. "Even during a power outage, we have people saying, 'Do you just have Orange Chicken?' "

Last year, Abrams says, the chain sold 39 million pounds of that chicken.

The Panda chicken recipe is among top requests from readers of this column. Don't get your hopes up, though, I don't have it. Panda won't release it, nor will it give up its No. 2 seller, Beef Broccoli, and no one says they have to, so you can all stop asking.

So, why bring this up? Well, I do have some clues to offer (keep reading). Plus, Panda is celebrating 20 years in Hawaii next week with a party at its newest location, in the Moanalua Shopping Center. The governor's expected, along with company founder Andrew Cherng and other Panda bigwigs.

20TH ANNIVERSARY

Hawaii's first Panda, after all, rakes in the highest revenue of any Panda anywhere -- that's $4 million annually at the Ala Moana Center food court, Abrams says.

Moanalua is on its way to the No. 2 position nationally, he adds, and represents Panda's vision for the future. It's free-standing, rather than tucked away in a food court or strip mall, located in that major commercial land mass around the Pearl Harbor Navy Exchange. Also, it has an open "show kitchen," a la Roy Yamaguchi, and a drive-though, a la McDonald's.

"It's the first drive-through Chinese restaurant in the country," Abrams says.

The Panda empire began more than 30 years ago as a full service restaurant, the Panda Inn in Pasadena, Calif. The first Panda Express opened in nearby Glendale in 1983.

Panda's Hawaii restaurants now number 12, but plans are to open five more this year and to eventually expand to 40, Lustig says. Nationally, the plan is to add 150 restaurants per year, with a vision of 10,000 -- "over however long it takes."

Darren Tristano, executive vice president at Technomic, says the newer Panda stores reflect customer interest in a dining experience that's a cut above fast food, with nicer dining rooms and more variety, but still quick and convenient.

Chuck Gee, dean emeritus at the University of Hawaii's Travel Industry Management school, helped recruit cooks for Panda and knows the local operation well. "People like things popularly priced -- 'popular' is a euphemism for 'cheap' -- and they like it fast and not complicated. Panda satisfies all three."

Gee says Panda also has been successful in developing recipes that can be produced quickly by cooks with no training in classical Chinese, with flavors that appeal both to customers who understand Chinese food and those who need a more Westernized approach.

WHICH BRINGS the discussion back around to Orange Chicken. Panda's version was inspired in Hawaii, around the time the Ala Moana store was opening. It was based on local-style fried-chicken dishes (think mochiko or garlic chicken), as much as on the traditional Chinese dish. The idea was taken to the chain's chefs in California for development.

At first, Lustig says, it was a "chicken-wingy kind of thing, but they realized it was a little difficult for customers to eat."

The dish has roots in a traditional Chinese dish, Chen Pi Gi, that shows up in Hunan, Szechuan and Cantonese cooking. Gee says the traditional version is made with dried orange rind, giving it a much more assertive, fresher taste. The chicken is normally chopped with the bones left in.

Panda's version is typical of how the dish has been Americanized -- still tangy, but sweeter.

HERE'S WHAT I can tell you about Panda's formula: The boneless chicken pieces are breaded, fried, frozen and sent here from corporate kitchens in California. The nuggets are re-fried in local restaurants, and the sauce is made fresh from a base mix of sugar, vinegar, soy sauce and orange extract. Cooking wine, sesame oil, chili peppers and minced garlic and ginger are stir-fired in a hot wok, then the soy mixture goes in, then the fried chicken pieces.

All you kitchen chemists can have at it -- let me know if you get close.

Orange Chicken came to be the chain's top menu item without benefit of any national campaign, but Gee has his theory. He visited a lot of Pandas while helping the chain recruit, and noticed that employees were quick to offer free samples of Orange Chicken.

"If there was a slack moment, there'd be a girl handing you a toothpick with a piece of chicken. I figured if I stood in line long enough I'd have enough chicken that I wouldn't have to buy anything."


Orange Chicken on the house

WE'RE GOING to play word association. I'll say a word and you say what first comes to mind.

OK, a few of you said "bear," but I'd venture that a majority of the rest said "Orange Chicken," especially given the visual clues on this page.

Truth is, Panda Express Orange Chicken is something of a pop-culture phenom. At 900 Panda restaurants in 36 states, those little glazed nuggets are the No. 1 seller, accounting for 38 percent of sales, even though diners typically have 19 other menu choices.

"We have people banging on the door after we're closed, saying, 'Can we just have some Orange Chicken?' " says Randal Abrams, training leader for Panda in Hawaii. "Even during a power outage, we have people saying, 'Do you just have Orange Chicken?' "

Last year, Abrams says, the chain sold 39 million pounds of that chicken.

The Panda chicken recipe is among top requests from readers of this column. Don't get your hopes up, though, I don't have it. Panda won't release it, nor will it give up its No. 2 seller, Beef Broccoli, and no one says they have to, so you can all stop asking.

So, why bring this up? Well, I do have some clues to offer (keep reading). Plus, Panda is celebrating 20 years in Hawaii next week with a party at its newest location, in the Moanalua Shopping Center. The governor's expected, along with company founder Andrew Cherng and other Panda bigwigs.

20TH ANNIVERSARY

Hawaii's first Panda, after all, rakes in the highest revenue of any Panda anywhere -- that's $4 million annually at the Ala Moana Center food court, Abrams says.

Moanalua is on its way to the No. 2 position nationally, he adds, and represents Panda's vision for the future. It's free-standing, rather than tucked away in a food court or strip mall, located in that major commercial land mass around the Pearl Harbor Navy Exchange. Also, it has an open "show kitchen," a la Roy Yamaguchi, and a drive-though, a la McDonald's.

"It's the first drive-through Chinese restaurant in the country," Abrams says.

The Panda empire began more than 30 years ago as a full service restaurant, the Panda Inn in Pasadena, Calif. The first Panda Express opened in nearby Glendale in 1983.

Panda's Hawaii restaurants now number 12, but plans are to open five more this year and to eventually expand to 40, Lustig says. Nationally, the plan is to add 150 restaurants per year, with a vision of 10,000 -- "over however long it takes."

Darren Tristano, executive vice president at Technomic, says the newer Panda stores reflect customer interest in a dining experience that's a cut above fast food, with nicer dining rooms and more variety, but still quick and convenient.

Chuck Gee, dean emeritus at the University of Hawaii's Travel Industry Management school, helped recruit cooks for Panda and knows the local operation well. "People like things popularly priced -- 'popular' is a euphemism for 'cheap' -- and they like it fast and not complicated. Panda satisfies all three."

Gee says Panda also has been successful in developing recipes that can be produced quickly by cooks with no training in classical Chinese, with flavors that appeal both to customers who understand Chinese food and those who need a more Westernized approach.

WHICH BRINGS the discussion back around to Orange Chicken. Panda's version was inspired in Hawaii, around the time the Ala Moana store was opening. It was based on local-style fried-chicken dishes (think mochiko or garlic chicken), as much as on the traditional Chinese dish. The idea was taken to the chain's chefs in California for development.

At first, Lustig says, it was a "chicken-wingy kind of thing, but they realized it was a little difficult for customers to eat."

The dish has roots in a traditional Chinese dish, Chen Pi Gi, that shows up in Hunan, Szechuan and Cantonese cooking. Gee says the traditional version is made with dried orange rind, giving it a much more assertive, fresher taste. The chicken is normally chopped with the bones left in.

Panda's version is typical of how the dish has been Americanized -- still tangy, but sweeter.

HERE'S WHAT I can tell you about Panda's formula: The boneless chicken pieces are breaded, fried, frozen and sent here from corporate kitchens in California. The nuggets are re-fried in local restaurants, and the sauce is made fresh from a base mix of sugar, vinegar, soy sauce and orange extract. Cooking wine, sesame oil, chili peppers and minced garlic and ginger are stir-fired in a hot wok, then the soy mixture goes in, then the fried chicken pieces.

All you kitchen chemists can have at it -- let me know if you get close.

Orange Chicken came to be the chain's top menu item without benefit of any national campaign, but Gee has his theory. He visited a lot of Pandas while helping the chain recruit, and noticed that employees were quick to offer free samples of Orange Chicken.

"If there was a slack moment, there'd be a girl handing you a toothpick with a piece of chicken. I figured if I stood in line long enough I'd have enough chicken that I wouldn't have to buy anything."


Orange Chicken on the house

WE'RE GOING to play word association. I'll say a word and you say what first comes to mind.

OK, a few of you said "bear," but I'd venture that a majority of the rest said "Orange Chicken," especially given the visual clues on this page.

Truth is, Panda Express Orange Chicken is something of a pop-culture phenom. At 900 Panda restaurants in 36 states, those little glazed nuggets are the No. 1 seller, accounting for 38 percent of sales, even though diners typically have 19 other menu choices.

"We have people banging on the door after we're closed, saying, 'Can we just have some Orange Chicken?' " says Randal Abrams, training leader for Panda in Hawaii. "Even during a power outage, we have people saying, 'Do you just have Orange Chicken?' "

Last year, Abrams says, the chain sold 39 million pounds of that chicken.

The Panda chicken recipe is among top requests from readers of this column. Don't get your hopes up, though, I don't have it. Panda won't release it, nor will it give up its No. 2 seller, Beef Broccoli, and no one says they have to, so you can all stop asking.

So, why bring this up? Well, I do have some clues to offer (keep reading). Plus, Panda is celebrating 20 years in Hawaii next week with a party at its newest location, in the Moanalua Shopping Center. The governor's expected, along with company founder Andrew Cherng and other Panda bigwigs.

20TH ANNIVERSARY

Hawaii's first Panda, after all, rakes in the highest revenue of any Panda anywhere -- that's $4 million annually at the Ala Moana Center food court, Abrams says.

Moanalua is on its way to the No. 2 position nationally, he adds, and represents Panda's vision for the future. It's free-standing, rather than tucked away in a food court or strip mall, located in that major commercial land mass around the Pearl Harbor Navy Exchange. Also, it has an open "show kitchen," a la Roy Yamaguchi, and a drive-though, a la McDonald's.

"It's the first drive-through Chinese restaurant in the country," Abrams says.

The Panda empire began more than 30 years ago as a full service restaurant, the Panda Inn in Pasadena, Calif. The first Panda Express opened in nearby Glendale in 1983.

Panda's Hawaii restaurants now number 12, but plans are to open five more this year and to eventually expand to 40, Lustig says. Nationally, the plan is to add 150 restaurants per year, with a vision of 10,000 -- "over however long it takes."

Darren Tristano, executive vice president at Technomic, says the newer Panda stores reflect customer interest in a dining experience that's a cut above fast food, with nicer dining rooms and more variety, but still quick and convenient.

Chuck Gee, dean emeritus at the University of Hawaii's Travel Industry Management school, helped recruit cooks for Panda and knows the local operation well. "People like things popularly priced -- 'popular' is a euphemism for 'cheap' -- and they like it fast and not complicated. Panda satisfies all three."

Gee says Panda also has been successful in developing recipes that can be produced quickly by cooks with no training in classical Chinese, with flavors that appeal both to customers who understand Chinese food and those who need a more Westernized approach.

WHICH BRINGS the discussion back around to Orange Chicken. Panda's version was inspired in Hawaii, around the time the Ala Moana store was opening. It was based on local-style fried-chicken dishes (think mochiko or garlic chicken), as much as on the traditional Chinese dish. The idea was taken to the chain's chefs in California for development.

At first, Lustig says, it was a "chicken-wingy kind of thing, but they realized it was a little difficult for customers to eat."

The dish has roots in a traditional Chinese dish, Chen Pi Gi, that shows up in Hunan, Szechuan and Cantonese cooking. Gee says the traditional version is made with dried orange rind, giving it a much more assertive, fresher taste. The chicken is normally chopped with the bones left in.

Panda's version is typical of how the dish has been Americanized -- still tangy, but sweeter.

HERE'S WHAT I can tell you about Panda's formula: The boneless chicken pieces are breaded, fried, frozen and sent here from corporate kitchens in California. The nuggets are re-fried in local restaurants, and the sauce is made fresh from a base mix of sugar, vinegar, soy sauce and orange extract. Cooking wine, sesame oil, chili peppers and minced garlic and ginger are stir-fired in a hot wok, then the soy mixture goes in, then the fried chicken pieces.

All you kitchen chemists can have at it -- let me know if you get close.

Orange Chicken came to be the chain's top menu item without benefit of any national campaign, but Gee has his theory. He visited a lot of Pandas while helping the chain recruit, and noticed that employees were quick to offer free samples of Orange Chicken.

"If there was a slack moment, there'd be a girl handing you a toothpick with a piece of chicken. I figured if I stood in line long enough I'd have enough chicken that I wouldn't have to buy anything."


Orange Chicken on the house

WE'RE GOING to play word association. I'll say a word and you say what first comes to mind.

OK, a few of you said "bear," but I'd venture that a majority of the rest said "Orange Chicken," especially given the visual clues on this page.

Truth is, Panda Express Orange Chicken is something of a pop-culture phenom. At 900 Panda restaurants in 36 states, those little glazed nuggets are the No. 1 seller, accounting for 38 percent of sales, even though diners typically have 19 other menu choices.

"We have people banging on the door after we're closed, saying, 'Can we just have some Orange Chicken?' " says Randal Abrams, training leader for Panda in Hawaii. "Even during a power outage, we have people saying, 'Do you just have Orange Chicken?' "

Last year, Abrams says, the chain sold 39 million pounds of that chicken.

The Panda chicken recipe is among top requests from readers of this column. Don't get your hopes up, though, I don't have it. Panda won't release it, nor will it give up its No. 2 seller, Beef Broccoli, and no one says they have to, so you can all stop asking.

So, why bring this up? Well, I do have some clues to offer (keep reading). Plus, Panda is celebrating 20 years in Hawaii next week with a party at its newest location, in the Moanalua Shopping Center. The governor's expected, along with company founder Andrew Cherng and other Panda bigwigs.

20TH ANNIVERSARY

Hawaii's first Panda, after all, rakes in the highest revenue of any Panda anywhere -- that's $4 million annually at the Ala Moana Center food court, Abrams says.

Moanalua is on its way to the No. 2 position nationally, he adds, and represents Panda's vision for the future. It's free-standing, rather than tucked away in a food court or strip mall, located in that major commercial land mass around the Pearl Harbor Navy Exchange. Also, it has an open "show kitchen," a la Roy Yamaguchi, and a drive-though, a la McDonald's.

"It's the first drive-through Chinese restaurant in the country," Abrams says.

The Panda empire began more than 30 years ago as a full service restaurant, the Panda Inn in Pasadena, Calif. The first Panda Express opened in nearby Glendale in 1983.

Panda's Hawaii restaurants now number 12, but plans are to open five more this year and to eventually expand to 40, Lustig says. Nationally, the plan is to add 150 restaurants per year, with a vision of 10,000 -- "over however long it takes."

Darren Tristano, executive vice president at Technomic, says the newer Panda stores reflect customer interest in a dining experience that's a cut above fast food, with nicer dining rooms and more variety, but still quick and convenient.

Chuck Gee, dean emeritus at the University of Hawaii's Travel Industry Management school, helped recruit cooks for Panda and knows the local operation well. "People like things popularly priced -- 'popular' is a euphemism for 'cheap' -- and they like it fast and not complicated. Panda satisfies all three."

Gee says Panda also has been successful in developing recipes that can be produced quickly by cooks with no training in classical Chinese, with flavors that appeal both to customers who understand Chinese food and those who need a more Westernized approach.

WHICH BRINGS the discussion back around to Orange Chicken. Panda's version was inspired in Hawaii, around the time the Ala Moana store was opening. It was based on local-style fried-chicken dishes (think mochiko or garlic chicken), as much as on the traditional Chinese dish. The idea was taken to the chain's chefs in California for development.

At first, Lustig says, it was a "chicken-wingy kind of thing, but they realized it was a little difficult for customers to eat."

The dish has roots in a traditional Chinese dish, Chen Pi Gi, that shows up in Hunan, Szechuan and Cantonese cooking. Gee says the traditional version is made with dried orange rind, giving it a much more assertive, fresher taste. The chicken is normally chopped with the bones left in.

Panda's version is typical of how the dish has been Americanized -- still tangy, but sweeter.

HERE'S WHAT I can tell you about Panda's formula: The boneless chicken pieces are breaded, fried, frozen and sent here from corporate kitchens in California. The nuggets are re-fried in local restaurants, and the sauce is made fresh from a base mix of sugar, vinegar, soy sauce and orange extract. Cooking wine, sesame oil, chili peppers and minced garlic and ginger are stir-fired in a hot wok, then the soy mixture goes in, then the fried chicken pieces.

All you kitchen chemists can have at it -- let me know if you get close.

Orange Chicken came to be the chain's top menu item without benefit of any national campaign, but Gee has his theory. He visited a lot of Pandas while helping the chain recruit, and noticed that employees were quick to offer free samples of Orange Chicken.

"If there was a slack moment, there'd be a girl handing you a toothpick with a piece of chicken. I figured if I stood in line long enough I'd have enough chicken that I wouldn't have to buy anything."


Assista o vídeo: Homemade Orange Chicken by Panda Express (Junho 2022).


Comentários:

  1. Orlondo

    Peço desculpas, mas na minha opinião você está errado. Entre vamos discutir. Escreva para mim em PM, nós lidaremos com isso.

  2. Tucage

    Há algo nisso. Entendi, muito obrigado pela informação.

  3. Val

    Essas coisas úteis são diferentes)) Karoch Prikona

  4. Golmaran

    Sinto muito, mas acho que você está errado. Posso defender minha posição. Envie-me um e-mail para PM, vamos discutir.

  5. Bane

    Maravilhoso, esta informação valiosa

  6. Ardolph

    Sim, é tudo fantástico



Escreve uma mensagem