Novas receitas

Percorrendo Lima, Peru

Percorrendo Lima, Peru


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Poucas pessoas podem dizer que foram atraídas para os confins da terra por peixes marinados e coquetéis com infusão de clara de ovo.

Eu posso.

Sem saber nada da cidade, nem do que esperar dela, viajei sozinha, por capricho, a Lima, no Peru, para festejar um ceviche e saborear incessantemente Pisco Sours por três curtos dias.

Como um “pescatariano” veterano (por mais de dez anos eu não comia animais terrestres), o ceviche desceu pelo meu esôfago algumas vezes no passado, tanto em casa (graças à obsessão de minha mãe em cozinhar pratos internacionais) quanto em Cafés aleatórios da América Latina nos Estados Unidos Eu experimentei meu primeiro e único Pisco Sour em uma noite fria de verão em Manhattan no Festival de Cinema de Comida de Nova York em 2009. Eu amei os dois. Então, depois de saber que o ceviche é o prato nacional do Peru e o Pisco sua bebida nacional, comecei a fazer uma incrível oferta de passagem aérea de ida e volta no valor de $ 250 pensando comigo mesmo: de que vale um banquete se não for devorado em seu local de nascimento? Não sonhamos em comer massa artesanal com um Sangiovese fino na Itália, ou deliciar-se com uma tarte tatin decadente com champanhe na França?

Então fui para Lima, preparado para prosperar com uma dieta de cada criatura marinha viva nadando em uma salmoura saborosa com um copo de Pisco Sour grande ao seu lado o tempo todo. O que eu não esperava era ser sugado para o carnaval gastronômico que é a cena culinária de Lima e cuspir um onívoro completo. Lima fará isso com você. Deixe-me explicar…

Comecei minha viagem com uma aula de culinária ceviche com a Magical Cusco Tours. Três rodadas de ceviche no individual com o chef executivo do El Seniorio de Sulco, fiquei surpreso ao me deparar com uma refeição tradicional peruana que incluía Lomo Saltado (tiras de carne grelhadas servidas com batatas fritas) e causa limena (frango salada ensanduichada entre dois bolos de purê de batata fria). Não querendo insultar o trabalho árduo do chef, saboreei cada mordida do bife grelhado e cada pedacinho da causa. Quase zombeteiramente, a refeição terminou com suspiro a la limena, um creme rico coberto com merengue que se traduz literalmente como "um suspiro limeano".

Sentindo-me culpado por ter desviado do meu caminho pretendido de peixes e coquetéis, atravessei Miraflores até o Café Haiti, cujo tradicional ceviche de truta me deixou quase chorando e, não fosse pelas boas pessoas sentadas ao meu redor e um pesado dose de orgulho, eu teria lambido a tigela até ficar limpa. Em vez disso, pedi um segundo prato e bebi meu Pisco Sour enquanto esperava.

No dia seguinte, uma visita ao restaurante Huaca Pucllana situado entre as antigas ruínas da pirâmide da cidade forneceu o cenário perfeito para o aji de gallina amarelo açafrão - um ensopado de frango cremoso servido sobre arroz coberto com metade de um cozido aparentemente fora do lugar ovo e uma azeitona preta solitária ainda mais desajeitadamente equilibrada.

Apesar de delicioso, aji de gallina tem um jeito de ficar com você pelo resto do dia. Preocupado com minha capacidade de consumir ceviche mais tarde naquela noite, decidi embarcar em um passeio pela cidade a pé, na esperança de que a sensação de "saciedade" passasse rapidamente. Duas horas de caminhada e duas corridas de táxi depois, me encontrei no bairro boêmio do Barranco, diante de mais uma surpresa gastronômica. Estava em andamento o Festival del Sabor Barranquino e havia pedaços suculentos de milho branco grelhado chamando meu nome. Incapaz de resistir, sucumbi ao menor pedaço na grelha, mas me vi indefeso contra as velhinhas que empurravam amostras de suas tortas e pudins na esperança de que eu renunciasse a todo o autocontrole (e às preocupações com minha cintura) e comprasse algo . Amostra - eu fiz. Mas compre - eu não fiz. Havia ceviche para comer.

Em algum lugar entre gingar de volta ao meu hotel em Miraflores e fazer uma parada no Café Haiti, me ocorreu que não poderia deixar Lima sem jantar em um Chifa, um restaurante de comida chinesa peruana. A Chifa que procurei no dia seguinte - Chifa Men Wha - forneceu um excelente santuário após uma longa visita ao Museu Arqueológico Rafael Larco Herrera, lar de mais de 45.000 artefatos pré-colombianos. O Pisco Sour de alguma forma realçou os sabores asiáticos nos pratos tradicionais chineses que foram infundidos com especiarias peruanas.

Quando minha estada em Lima estava chegando ao fim, minhas prioridades (e papilas gustativas) haviam mudado. Minha ânsia por ceviche e Pisco Sours havia se transformado em um amor por todos os sabores de Lima e uma vontade de saborear o mundo.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Reúna-se na porta do Café Starbucks no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo tour Barranco, um bairro boêmio próximo de onde estávamos em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir ao pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante feliz).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico, muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então, ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

Um prato popular e barato que se originou nos Andes durante a era pré-colombiana, Anticucho significa cortar carne ensopada. Este prato particular é feito de coração de boi (anticuchos de corazón) e servido junto com batatas cozidas e milho.

Uma boa jogada da parte de Luc & # 8217, ela nos fez experimentar o prato antes de nos contar o que era, então não fomos desligados. Surpreendentemente, delicioso!

Refeição 3: Pan con chicharron

No Peru, chicharron se refere à carne de porco suculenta, que é fatiada e servida em um pãozinho com batata-doce frita, cebola, salsa e uma variação de molho ou maionese. É uma comida de rua comum que pode ser encontrada em toda a Lima e com base nas variedades que vi, vai mantê-lo satisfeito o dia todo (eles são enormes!).

O sanduíche oferece a mistura perfeita de saboroso e picante e é tão apreciado por essas partes que você verá com frequência os habitantes locais degustando-o no café da manhã, bem como em um lanche noturno após o fechamento dos bares.

Lanche 4: Emoliente com aloe vera, semente de chia e semente de linho

Esta foi minha parada favorita ao longo do caminho porque, além de ser local e autêntica, oferece uma ampla gama de benefícios à saúde. Emoliente é um chá de ervas popular entre todos os peruanos, vendido por vendedores ambulantes em todo o país. Os peruanos acreditam que ele tem poderes curativos e protetores, e quando você ouvir no que ele está falando, você entenderá por quê.

Embora as receitas variem de fornecedor para fornecedor, o chá de ervas pode incluir qualquer um, senão todos, os seguintes:

  • Babosa: Para acalmar o trato digestivo e combater os efeitos de comer alimentos picantes diariamente.
  • Cavalinha: Tem propriedades diuréticas (ótimo para viajantes constipados).
  • Boldo: Suporta a digestão (e uma ressaca).
  • Garra de gato: Pode ajudar no tratamento do câncer, inflamação e infecção viral.
  • Suco de alfafa: Rico em vitaminas e minerais.
  • Canela: Fonte de propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.
  • Pólen de abelha: Aumenta a circulação, alivia a tensão e reduz as alergias ambientais.
  • Mel: Contém agentes de prevenção e combate a doenças.

A consistência é quase pegajosa e você precisa usar o lábio ao longo da borda do copo para cortar a mistura e engolir (pense na consistência do pudim de semente de chia, mas um pouco mais aguado).

Parece estranho & # 8230, mas & # 8217s maravilhoso! E seu estômago vai parecer um milhão de dólares depois.

Sobremesa 5: Picarones

Um tipo de donut trazido para as colônias pelos conquistadores espanhóis, os picarones são feitos com abóbora e batata-doce e regados com mel ou xarope com especiarias.

Se suas viagens o encontrarem em Lima, Peru, espero que goste da comida tanto quanto nós! Viagens felizes.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Reúna-se na porta do Café Starbucks no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo tour Barranco, um bairro boêmio próximo ao qual estávamos hospedados em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir o pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante satisfeito).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico, muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então, ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

Um prato popular e barato que se originou nos Andes durante a era pré-colombiana, Anticucho significa cortar carne ensopada. Este prato particular é feito de coração de boi (anticuchos de corazón) e servido junto com batatas cozidas e milho.

Uma boa jogada da parte de Luc & # 8217, ela nos fez experimentar o prato antes de nos contar o que era, então não fomos desligados. Surpreendentemente, delicioso!

Refeição 3: Pan con chicharron

No Peru, chicharron se refere à carne de porco suculenta, que é fatiada e servida em um pãozinho com batata-doce frita, cebola, salsa e uma variação de molho ou maionese. É uma comida de rua comum que pode ser encontrada em toda Lima e com base nas variedades que vi, vai mantê-lo satisfeito o dia todo (eles são enormes!).

O sanduíche oferece a mistura perfeita de saboroso e picante e é tão apreciado por essas partes que você verá com frequência os habitantes locais degustando-o no café da manhã, bem como em um lanche noturno após o fechamento dos bares.

Lanche 4: Emoliente com aloe vera, semente de chia e semente de linho

Esta foi minha parada favorita ao longo do caminho porque, além de ser local e autêntica, oferece uma ampla gama de benefícios à saúde. Emoliente é um chá de ervas popular entre quase todos os peruanos, vendido por vendedores ambulantes em todo o país. Os peruanos acreditam que ele tem poderes curativos e protetores, e quando você ouvir no que ele está falando, você entenderá por quê.

Embora as receitas variem de fornecedor para fornecedor, o chá de ervas pode incluir qualquer um, senão todos, os seguintes:

  • Babosa: Para acalmar o trato digestivo e combater os efeitos de comer alimentos picantes diariamente.
  • Cavalinha: Tem propriedades diuréticas (ótimo para viajantes constipados).
  • Boldo: Suporta a digestão (e uma ressaca).
  • Garra de gato: Pode ajudar no tratamento do câncer, inflamação e infecção viral.
  • Suco de alfafa: Rico em vitaminas e minerais.
  • Canela: Fonte de propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.
  • Pólen de abelha: Aumenta a circulação, alivia a tensão e reduz as alergias ambientais.
  • Mel: Contém agentes de prevenção e combate a doenças.

A consistência é quase pegajosa e você precisa usar o lábio ao longo da borda do copo para cortar a mistura e engolir (pense na consistência do pudim de semente de chia, mas um pouco mais aguado).

Parece estranho & # 8230, mas & # 8217s maravilhoso! E seu estômago vai parecer um milhão de dólares depois.

Sobremesa 5: Picarones

Um tipo de donut trazido para as colônias pelos conquistadores espanhóis, os picarones são feitos com abóbora e batata-doce e regados com mel ou xarope com especiarias.

Se suas viagens o encontrarem em Lima, Peru, espero que goste da comida tanto quanto nós! Viagens felizes.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Reúna-se na porta do Café Starbucks no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo tour Barranco, um bairro boêmio próximo de onde estávamos em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir ao pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante feliz).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico, muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então, ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

Um prato popular e barato que se originou nos Andes durante a era pré-colombiana, Anticucho significa cortar carne ensopada. Este prato particular é feito de coração de boi (anticuchos de corazón) e servido junto com batatas cozidas e milho.

Uma boa jogada da parte de Luc & # 8217, ela nos fez experimentar o prato antes de nos contar o que era, então não fomos desligados. Surpreendentemente, delicioso!

Refeição 3: Pan con chicharron

No Peru, chicharron se refere à carne de porco suculenta, que é fatiada e servida em um pãozinho com batata-doce frita, cebola, salsa e uma variação de molho ou maionese. É uma comida de rua comum que pode ser encontrada em toda Lima e com base nas variedades que vi, vai mantê-lo satisfeito o dia todo (eles são enormes!).

O sanduíche oferece a mistura perfeita de saboroso e picante e é tão apreciado por essas partes que você verá com frequência os habitantes locais degustando-o no café da manhã, bem como em um lanche noturno após o fechamento dos bares.

Lanche 4: Emoliente com aloe vera, semente de chia e semente de linho

Essa foi minha parada favorita ao longo do caminho porque, além de ser local e autêntica, oferece uma ampla gama de benefícios à saúde. Emoliente é um chá de ervas popular entre quase todos os peruanos, vendido por vendedores ambulantes em todo o país. Os peruanos acreditam que ele tem poderes curativos e protetores, e quando você ouvir no que ele está falando, você entenderá por quê.

Embora as receitas variem de fornecedor para fornecedor, o chá de ervas pode incluir qualquer um, senão todos, os seguintes:

  • Babosa: Para acalmar o trato digestivo e combater os efeitos de comer alimentos picantes diariamente.
  • Cavalinha: Tem propriedades diuréticas (ótimo para viajantes constipados).
  • Boldo: Suporta a digestão (e uma ressaca).
  • Garra de gato: Pode ajudar no tratamento do câncer, inflamação e infecção viral.
  • Suco de alfafa: Rico em vitaminas e minerais.
  • Canela: Fonte de propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.
  • Pólen de abelha: Aumenta a circulação, alivia a tensão e reduz as alergias ambientais.
  • Mel: Contém agentes de prevenção e combate a doenças.

A consistência é quase pegajosa e você precisa usar o lábio ao longo da borda do copo para cortar a mistura e engolir (pense na consistência do pudim de semente de chia, mas um pouco mais aguado).

Parece estranho & # 8230, mas & # 8217s maravilhoso! E seu estômago vai parecer um milhão de dólares depois.

Sobremesa 5: Picarones

Um tipo de donut trazido para as colônias pelos conquistadores espanhóis, os picarones são feitos com abóbora e batata-doce e regados com mel ou xarope com especiarias.

Se suas viagens o levarem a Lima, Peru, espero que goste da comida tanto quanto nós! Viagens felizes.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Reúna-se na porta do Café Starbucks no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo tour Barranco, um bairro boêmio próximo ao qual estávamos hospedados em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir ao pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante satisfeito).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico, muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então, ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

Um prato popular e barato que se originou nos Andes durante a era pré-colombiana, Anticucho significa cortar carne ensopada. Este prato particular é feito de coração de boi (anticuchos de corazón) e servido junto com batatas cozidas e milho.

Uma boa jogada da parte de Luc & # 8217, ela nos fez experimentar o prato antes de nos contar o que era, então não fomos desligados. Surpreendentemente, delicioso!

Refeição 3: Pan con chicharron

No Peru, chicharron se refere à carne de porco suculenta, que é fatiada e servida em um pãozinho com batata-doce frita, cebola, salsa e uma variação de molho ou maionese. É uma comida de rua comum que pode ser encontrada em toda Lima e com base nas variedades que vi, vai mantê-lo satisfeito o dia todo (eles são enormes!).

O sanduíche oferece a mistura perfeita de saboroso e picante e é tão apreciado por essas partes que você verá com frequência os habitantes locais degustando-o no café da manhã, bem como em um lanche noturno após o fechamento dos bares.

Lanche 4: Emoliente com aloe vera, semente de chia e semente de linho

Esta foi minha parada favorita ao longo do caminho porque, além de ser local e autêntica, oferece uma ampla gama de benefícios à saúde. Emoliente é um chá de ervas popular entre todos os peruanos, vendido por vendedores ambulantes em todo o país. Os peruanos acreditam que ele tem poderes curativos e protetores, e quando você ouvir no que ele está falando, você entenderá por quê.

Embora as receitas variem de fornecedor para fornecedor, o chá de ervas pode incluir qualquer um, senão todos, os seguintes:

  • Babosa: Para acalmar o trato digestivo e combater os efeitos de comer alimentos picantes diariamente.
  • Cavalinha: Tem propriedades diuréticas (ótimo para viajantes constipados).
  • Boldo: Suporta a digestão (e uma ressaca).
  • Garra de gato: Pode ajudar no tratamento do câncer, inflamação e infecção viral.
  • Suco de alfafa: Rico em vitaminas e minerais.
  • Canela: Fonte de propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.
  • Pólen de abelha: Aumenta a circulação, alivia a tensão e reduz as alergias ambientais.
  • Mel: Contém agentes de prevenção e combate a doenças.

A consistência é quase pegajosa e você precisa usar o lábio ao longo da borda do copo para cortar a mistura e engolir (pense na consistência do pudim de semente de chia, mas um pouco mais aguado).

Parece estranho & # 8230, mas & # 8217s maravilhoso! E seu estômago vai parecer um milhão de dólares depois.

Sobremesa 5: Picarones

Um tipo de donut trazido para as colônias pelos conquistadores espanhóis, os picarones são feitos com abóbora e batata-doce e regados com mel ou xarope com especiarias.

Se suas viagens o encontrarem em Lima, Peru, espero que goste da comida tanto quanto nós! Viagens felizes.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Encontre na porta do Starbucks Café no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo tour Barranco, um bairro boêmio próximo ao qual estávamos hospedados em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir ao pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante feliz).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico, muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então, ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

Um prato popular e barato que se originou nos Andes durante a era pré-colombiana, Anticucho significa cortar carne ensopada. Este prato particular é feito de coração de boi (anticuchos de corazón) e servido junto com batatas cozidas e milho.

Uma boa jogada da parte de Luc & # 8217, ela nos fez experimentar o prato antes de nos contar o que era, então não fomos desligados. Surpreendentemente, delicioso!

Refeição 3: Pan con chicharron

No Peru, chicharron se refere à carne de porco suculenta, que é fatiada e servida em um pãozinho com batata-doce frita, cebola, salsa e uma variação de molho ou maionese. É uma comida de rua comum que pode ser encontrada em toda Lima e com base nas variedades que vi, vai mantê-lo satisfeito o dia todo (eles são enormes!).

O sanduíche oferece a mistura perfeita de saboroso e picante e é tão apreciado por essas partes que você verá com frequência os habitantes locais degustando-o no café da manhã, bem como em um lanche noturno após o fechamento dos bares.

Lanche 4: Emoliente com aloe vera, semente de chia e semente de linho

Esta foi minha parada favorita ao longo do caminho porque, além de ser local e autêntica, oferece uma ampla gama de benefícios à saúde. Emoliente é um chá de ervas popular entre quase todos os peruanos, vendido por vendedores ambulantes em todo o país. Os peruanos acreditam que ele tem poderes curativos e protetores, e quando você ouvir no que ele está falando, você entenderá por quê.

Embora as receitas variem de fornecedor para fornecedor, o chá de ervas pode incluir qualquer um, senão todos, os seguintes:

  • Babosa: Para acalmar o trato digestivo e combater os efeitos de comer alimentos picantes diariamente.
  • Cavalinha: Tem propriedades diuréticas (ótimo para viajantes constipados).
  • Boldo: Suporta a digestão (e uma ressaca).
  • Garra de gato: Pode ajudar no tratamento do câncer, inflamação e infecção viral.
  • Suco de alfafa: Rico em vitaminas e minerais.
  • Canela: Fonte de propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.
  • Pólen de abelha: Aumenta a circulação, alivia a tensão e reduz as alergias ambientais.
  • Mel: Contém agentes de prevenção e combate a doenças.

A consistência é quase pegajosa e você precisa usar o lábio ao longo da borda do copo para cortar a mistura e engolir (pense na consistência do pudim de semente de chia, mas um pouco mais aguado).

Parece estranho & # 8230, mas & # 8217s maravilhoso! E seu estômago vai parecer um milhão de dólares depois.

Sobremesa 5: Picarones

Um tipo de donut trazido para as colônias pelos conquistadores espanhóis, os picarones são feitos com abóbora e batata-doce e regados com mel ou xarope com especiarias.

Se suas viagens o levarem a Lima, Peru, espero que goste da comida tanto quanto nós! Viagens felizes.


Um tour gastronômico por Lima, Peru.

O e-mail foi lido, & # 8220Reúna-se na porta do Café Starbucks no Barranco & # 8220parque municipal. & # 8221 Chegamos 10 minutos mais cedo e nos sentamos no banco do parque mais próximo para observar as pessoas ao nosso redor. Havia crianças correndo pela grama com balões e rostos pintados, uma mesa com homens mais velhos jogando cartas nas proximidades e uma mãe alimentando sua filha com algodão doce azul e rosa.

Poucos minutos antes das 16h, nos dirigimos para a porta do Starbucks, onde uma jovem peruana chamada Luc nos cumprimentou, parada ao lado de dois alemães de 20 e poucos anos que se juntariam a nós para o passeio. Uma simples pesquisa por & # 8220coisas para fazer em Lima, Peru & # 8221 no TripAdvisor nos apresentou a este tour gastronômico de quatro horas em Lima organizado pela Food Walking Tour Peru.

Eles têm várias opções de passeios diferentes em seu site, mas optamos pelo passeio Barranco, um bairro boêmio próximo de onde estávamos em Miraflores. Por US $ 35 cada, o passeio inclui todos os alimentos, bebidas e sobremesas servidos em cinco paradas, uma parada de 15 minutos para assistir o pôr do sol sobre o oceano, uma escolha da lista de 8 cervejas artesanais em uma cervejaria local internacionalmente premiada do bairro e um guia local experiente. Eu posso te dizer agora, valeu bem o preço.

Conforme solicitado pela empresa, não vou mencionar Onde comemos, mas vou apresentar a vocês o prato de cada local e um pouco sobre o que o torna uma especialidade peruana. Se você tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato comigo diretamente ou com a empresa de turismo. (Observação: Esta não é uma postagem patrocinada, sou apenas um cliente pagante feliz).

Refeição 1: Causa

Causa é um prato peruano único servido frio como aperitivo. Foi-nos oferecido uma variedade de três tipos para experimentar & # 8211 polvo, atum e vieiras & # 8230 todos os três foram incríveis. A causa é apimentada pela mistura com pimenta ají, um ingrediente básico muito usado na comida peruana.

A versão mais folclórica da história de & # 8220Causa Peruana & # 8221 diz que uma freira de Lima teve que alimentar um batalhão de soldados e ela foi questionada em muito pouco tempo. Então ela usou o que havia disponível e, como estavam comemorando o Dia da Independência do Peru, o nome foi & # 8220causa & # 8221 (causa).

Refeição 2: Anticucho

A popular and inexpensive dish that originated in the Andes during the pre-Columbian era, Anticucho translates to mean cut stew meat. This particular dish is made from beef heart (anticuchos de corazón) and served alongside boiled potatoes and corn.

A good move on Luc’s part, she had us try the dish before she told us what it was so we weren’t turned off. Surprisingly, delicious!

Meal 3: Pan con chicharron

In Peru, chicharron refers to succulent pork, which is then sliced and served on a roll with fried sweet potato, onions, parsley, and a variation of salsa or mayo. It’s a common street food that can be found all over Lima and based off the varieties I saw, will keep you full all day long (they are huge!).

The sandwich offers the perfect blend of savory and spicy and it’s so well-loved in these parts, you’ll often see locals enjoying it for breakfast, as well as, a late night snack after the bars close.

Snack 4: Emoliente con aloe vera, chia seed, & flax seed

This was my favorite stop along the way because it addition to being local and authentic, it offers a wide array of health benefits. Emoliente is an herbal tea popular with most all Peruvians that is sold by street vendors around the country. Peruvians believe it to have healing and protective powers, and when you hear what’s it in, you’ll understand why.

While recipes vary from vendor to vendor, the herbal tea can include any, if not all, of the following:

  • Aloe vera: To sooth the digestive tract and counter the affects of eating spicy food daily.
  • Horsetail: Has diuretic properties (great for constipated travelers).
  • Boldo: Supports digestion (and a hangover).
  • Cats claw: May help with cancer treatment, inflammation, & viral infection.
  • Alfalfa juice: Rich in vitamins and minerals.
  • Cinnamon: Source of antioxidants and anti-inflammatory properties.
  • Bee Pollen: Increases circulation, eases tension, and reduces environmental allergies.
  • Honey: Contains disease-preventing and disease-fighting agents.

The consistency is almost gooey and you need to use your lip along the edge of the cup to cut the mixture so you can swallow (think of the consistency of chia seed pudding, but a bit more watery).

Sounds weird…but it’s wonderful! And your stomach will feel like a million bucks after.

Dessert 5: Picarones

A type of doughnut brought to the colonies by Spanish conquistadors, picarones are made with squash and sweet potato, and drizzled with honey or spiced syrup.

If your travels find you in Lima, Peru, I hope you enjoy the food as much as we did! Happy travels.


A Food Tour Through Lima, Peru.

The email read, “Meet at the door of Starbucks Cafe in the Barranco “parque municipal.” We arrived 10 minutes early and took a seat on the nearest park bench to watch the people around us. There were young children running across the grass with balloons and painted faces, a table of older men playing cards nearby, and a mother feeding her young daughter blue and pink cotton candy.

A few minutes before 4pm we headed for the door of Starbucks where a young Peruvian woman named Luc greeted us, standing beside two 20-something Germans who would be joining us for the tour. A simple search for “things to do in Lima, Peru” on TripAdvisor, introduced us to this four-hour food tour of Lima put on by Food Walking Tour Peru.

They have several different tour options on their website but we opted for the Barranco tour, a nearby Bohemian neighborhood next to where we were staying in Miraflores. For $35 USD each, the tour includes all food, drinks and desserts served at five stops, a 15-minute stop to watch the sunset over the ocean, a choice from the list of 8 craft beers in an internationally awarded local brewery of the neighborhood, and a local, knowledgeable guide. I can tell you now, it was well worth the price.

As requested by the company, I am not going to mention Onde we ate, but I will introduce you to the dish of each location and a bit about what makes it a Peruvian speciality. If you have any questions, feel free to reach out to me directly or to the tour company. (Observação: This is not a sponsored post, I am just a happy paying customer).

Meal 1: Causa

Causa is a unique Peruvian dish served cold as an appetizer. We were offered a variety of three types to try – octopus, tuna, and scallops…all three were incredible. The causa is made spicy by mixing with ají pepper, a basic ingredient, used often in Peruvian food.

The most folkloric version of the history of “Causa Peruana” says that a nun from Lima had to feed a battalion of soldiers and she was asked with very short notice. So she used what there was available and because they were celebrating the Peruvian Independence Day, it was named “causa” (cause).

Meal 2: Anticucho

A popular and inexpensive dish that originated in the Andes during the pre-Columbian era, Anticucho translates to mean cut stew meat. This particular dish is made from beef heart (anticuchos de corazón) and served alongside boiled potatoes and corn.

A good move on Luc’s part, she had us try the dish before she told us what it was so we weren’t turned off. Surprisingly, delicious!

Meal 3: Pan con chicharron

In Peru, chicharron refers to succulent pork, which is then sliced and served on a roll with fried sweet potato, onions, parsley, and a variation of salsa or mayo. It’s a common street food that can be found all over Lima and based off the varieties I saw, will keep you full all day long (they are huge!).

The sandwich offers the perfect blend of savory and spicy and it’s so well-loved in these parts, you’ll often see locals enjoying it for breakfast, as well as, a late night snack after the bars close.

Snack 4: Emoliente con aloe vera, chia seed, & flax seed

This was my favorite stop along the way because it addition to being local and authentic, it offers a wide array of health benefits. Emoliente is an herbal tea popular with most all Peruvians that is sold by street vendors around the country. Peruvians believe it to have healing and protective powers, and when you hear what’s it in, you’ll understand why.

While recipes vary from vendor to vendor, the herbal tea can include any, if not all, of the following:

  • Aloe vera: To sooth the digestive tract and counter the affects of eating spicy food daily.
  • Horsetail: Has diuretic properties (great for constipated travelers).
  • Boldo: Supports digestion (and a hangover).
  • Cats claw: May help with cancer treatment, inflammation, & viral infection.
  • Alfalfa juice: Rich in vitamins and minerals.
  • Cinnamon: Source of antioxidants and anti-inflammatory properties.
  • Bee Pollen: Increases circulation, eases tension, and reduces environmental allergies.
  • Honey: Contains disease-preventing and disease-fighting agents.

The consistency is almost gooey and you need to use your lip along the edge of the cup to cut the mixture so you can swallow (think of the consistency of chia seed pudding, but a bit more watery).

Sounds weird…but it’s wonderful! And your stomach will feel like a million bucks after.

Dessert 5: Picarones

A type of doughnut brought to the colonies by Spanish conquistadors, picarones are made with squash and sweet potato, and drizzled with honey or spiced syrup.

If your travels find you in Lima, Peru, I hope you enjoy the food as much as we did! Happy travels.


A Food Tour Through Lima, Peru.

The email read, “Meet at the door of Starbucks Cafe in the Barranco “parque municipal.” We arrived 10 minutes early and took a seat on the nearest park bench to watch the people around us. There were young children running across the grass with balloons and painted faces, a table of older men playing cards nearby, and a mother feeding her young daughter blue and pink cotton candy.

A few minutes before 4pm we headed for the door of Starbucks where a young Peruvian woman named Luc greeted us, standing beside two 20-something Germans who would be joining us for the tour. A simple search for “things to do in Lima, Peru” on TripAdvisor, introduced us to this four-hour food tour of Lima put on by Food Walking Tour Peru.

They have several different tour options on their website but we opted for the Barranco tour, a nearby Bohemian neighborhood next to where we were staying in Miraflores. For $35 USD each, the tour includes all food, drinks and desserts served at five stops, a 15-minute stop to watch the sunset over the ocean, a choice from the list of 8 craft beers in an internationally awarded local brewery of the neighborhood, and a local, knowledgeable guide. I can tell you now, it was well worth the price.

As requested by the company, I am not going to mention Onde we ate, but I will introduce you to the dish of each location and a bit about what makes it a Peruvian speciality. If you have any questions, feel free to reach out to me directly or to the tour company. (Observação: This is not a sponsored post, I am just a happy paying customer).

Meal 1: Causa

Causa is a unique Peruvian dish served cold as an appetizer. We were offered a variety of three types to try – octopus, tuna, and scallops…all three were incredible. The causa is made spicy by mixing with ají pepper, a basic ingredient, used often in Peruvian food.

The most folkloric version of the history of “Causa Peruana” says that a nun from Lima had to feed a battalion of soldiers and she was asked with very short notice. So she used what there was available and because they were celebrating the Peruvian Independence Day, it was named “causa” (cause).

Meal 2: Anticucho

A popular and inexpensive dish that originated in the Andes during the pre-Columbian era, Anticucho translates to mean cut stew meat. This particular dish is made from beef heart (anticuchos de corazón) and served alongside boiled potatoes and corn.

A good move on Luc’s part, she had us try the dish before she told us what it was so we weren’t turned off. Surprisingly, delicious!

Meal 3: Pan con chicharron

In Peru, chicharron refers to succulent pork, which is then sliced and served on a roll with fried sweet potato, onions, parsley, and a variation of salsa or mayo. It’s a common street food that can be found all over Lima and based off the varieties I saw, will keep you full all day long (they are huge!).

The sandwich offers the perfect blend of savory and spicy and it’s so well-loved in these parts, you’ll often see locals enjoying it for breakfast, as well as, a late night snack after the bars close.

Snack 4: Emoliente con aloe vera, chia seed, & flax seed

This was my favorite stop along the way because it addition to being local and authentic, it offers a wide array of health benefits. Emoliente is an herbal tea popular with most all Peruvians that is sold by street vendors around the country. Peruvians believe it to have healing and protective powers, and when you hear what’s it in, you’ll understand why.

While recipes vary from vendor to vendor, the herbal tea can include any, if not all, of the following:

  • Aloe vera: To sooth the digestive tract and counter the affects of eating spicy food daily.
  • Horsetail: Has diuretic properties (great for constipated travelers).
  • Boldo: Supports digestion (and a hangover).
  • Cats claw: May help with cancer treatment, inflammation, & viral infection.
  • Alfalfa juice: Rich in vitamins and minerals.
  • Cinnamon: Source of antioxidants and anti-inflammatory properties.
  • Bee Pollen: Increases circulation, eases tension, and reduces environmental allergies.
  • Honey: Contains disease-preventing and disease-fighting agents.

The consistency is almost gooey and you need to use your lip along the edge of the cup to cut the mixture so you can swallow (think of the consistency of chia seed pudding, but a bit more watery).

Sounds weird…but it’s wonderful! And your stomach will feel like a million bucks after.

Dessert 5: Picarones

A type of doughnut brought to the colonies by Spanish conquistadors, picarones are made with squash and sweet potato, and drizzled with honey or spiced syrup.

If your travels find you in Lima, Peru, I hope you enjoy the food as much as we did! Happy travels.


A Food Tour Through Lima, Peru.

The email read, “Meet at the door of Starbucks Cafe in the Barranco “parque municipal.” We arrived 10 minutes early and took a seat on the nearest park bench to watch the people around us. There were young children running across the grass with balloons and painted faces, a table of older men playing cards nearby, and a mother feeding her young daughter blue and pink cotton candy.

A few minutes before 4pm we headed for the door of Starbucks where a young Peruvian woman named Luc greeted us, standing beside two 20-something Germans who would be joining us for the tour. A simple search for “things to do in Lima, Peru” on TripAdvisor, introduced us to this four-hour food tour of Lima put on by Food Walking Tour Peru.

They have several different tour options on their website but we opted for the Barranco tour, a nearby Bohemian neighborhood next to where we were staying in Miraflores. For $35 USD each, the tour includes all food, drinks and desserts served at five stops, a 15-minute stop to watch the sunset over the ocean, a choice from the list of 8 craft beers in an internationally awarded local brewery of the neighborhood, and a local, knowledgeable guide. I can tell you now, it was well worth the price.

As requested by the company, I am not going to mention Onde we ate, but I will introduce you to the dish of each location and a bit about what makes it a Peruvian speciality. If you have any questions, feel free to reach out to me directly or to the tour company. (Observação: This is not a sponsored post, I am just a happy paying customer).

Meal 1: Causa

Causa is a unique Peruvian dish served cold as an appetizer. We were offered a variety of three types to try – octopus, tuna, and scallops…all three were incredible. The causa is made spicy by mixing with ají pepper, a basic ingredient, used often in Peruvian food.

The most folkloric version of the history of “Causa Peruana” says that a nun from Lima had to feed a battalion of soldiers and she was asked with very short notice. So she used what there was available and because they were celebrating the Peruvian Independence Day, it was named “causa” (cause).

Meal 2: Anticucho

A popular and inexpensive dish that originated in the Andes during the pre-Columbian era, Anticucho translates to mean cut stew meat. This particular dish is made from beef heart (anticuchos de corazón) and served alongside boiled potatoes and corn.

A good move on Luc’s part, she had us try the dish before she told us what it was so we weren’t turned off. Surprisingly, delicious!

Meal 3: Pan con chicharron

In Peru, chicharron refers to succulent pork, which is then sliced and served on a roll with fried sweet potato, onions, parsley, and a variation of salsa or mayo. It’s a common street food that can be found all over Lima and based off the varieties I saw, will keep you full all day long (they are huge!).

The sandwich offers the perfect blend of savory and spicy and it’s so well-loved in these parts, you’ll often see locals enjoying it for breakfast, as well as, a late night snack after the bars close.

Snack 4: Emoliente con aloe vera, chia seed, & flax seed

This was my favorite stop along the way because it addition to being local and authentic, it offers a wide array of health benefits. Emoliente is an herbal tea popular with most all Peruvians that is sold by street vendors around the country. Peruvians believe it to have healing and protective powers, and when you hear what’s it in, you’ll understand why.

While recipes vary from vendor to vendor, the herbal tea can include any, if not all, of the following:

  • Aloe vera: To sooth the digestive tract and counter the affects of eating spicy food daily.
  • Horsetail: Has diuretic properties (great for constipated travelers).
  • Boldo: Supports digestion (and a hangover).
  • Cats claw: May help with cancer treatment, inflammation, & viral infection.
  • Alfalfa juice: Rich in vitamins and minerals.
  • Cinnamon: Source of antioxidants and anti-inflammatory properties.
  • Bee Pollen: Increases circulation, eases tension, and reduces environmental allergies.
  • Honey: Contains disease-preventing and disease-fighting agents.

The consistency is almost gooey and you need to use your lip along the edge of the cup to cut the mixture so you can swallow (think of the consistency of chia seed pudding, but a bit more watery).

Sounds weird…but it’s wonderful! And your stomach will feel like a million bucks after.

Dessert 5: Picarones

A type of doughnut brought to the colonies by Spanish conquistadors, picarones are made with squash and sweet potato, and drizzled with honey or spiced syrup.

If your travels find you in Lima, Peru, I hope you enjoy the food as much as we did! Happy travels.


A Food Tour Through Lima, Peru.

The email read, “Meet at the door of Starbucks Cafe in the Barranco “parque municipal.” We arrived 10 minutes early and took a seat on the nearest park bench to watch the people around us. There were young children running across the grass with balloons and painted faces, a table of older men playing cards nearby, and a mother feeding her young daughter blue and pink cotton candy.

A few minutes before 4pm we headed for the door of Starbucks where a young Peruvian woman named Luc greeted us, standing beside two 20-something Germans who would be joining us for the tour. A simple search for “things to do in Lima, Peru” on TripAdvisor, introduced us to this four-hour food tour of Lima put on by Food Walking Tour Peru.

They have several different tour options on their website but we opted for the Barranco tour, a nearby Bohemian neighborhood next to where we were staying in Miraflores. For $35 USD each, the tour includes all food, drinks and desserts served at five stops, a 15-minute stop to watch the sunset over the ocean, a choice from the list of 8 craft beers in an internationally awarded local brewery of the neighborhood, and a local, knowledgeable guide. I can tell you now, it was well worth the price.

As requested by the company, I am not going to mention Onde we ate, but I will introduce you to the dish of each location and a bit about what makes it a Peruvian speciality. If you have any questions, feel free to reach out to me directly or to the tour company. (Observação: This is not a sponsored post, I am just a happy paying customer).

Meal 1: Causa

Causa is a unique Peruvian dish served cold as an appetizer. We were offered a variety of three types to try – octopus, tuna, and scallops…all three were incredible. The causa is made spicy by mixing with ají pepper, a basic ingredient, used often in Peruvian food.

The most folkloric version of the history of “Causa Peruana” says that a nun from Lima had to feed a battalion of soldiers and she was asked with very short notice. So she used what there was available and because they were celebrating the Peruvian Independence Day, it was named “causa” (cause).

Meal 2: Anticucho

A popular and inexpensive dish that originated in the Andes during the pre-Columbian era, Anticucho translates to mean cut stew meat. This particular dish is made from beef heart (anticuchos de corazón) and served alongside boiled potatoes and corn.

A good move on Luc’s part, she had us try the dish before she told us what it was so we weren’t turned off. Surprisingly, delicious!

Meal 3: Pan con chicharron

In Peru, chicharron refers to succulent pork, which is then sliced and served on a roll with fried sweet potato, onions, parsley, and a variation of salsa or mayo. It’s a common street food that can be found all over Lima and based off the varieties I saw, will keep you full all day long (they are huge!).

The sandwich offers the perfect blend of savory and spicy and it’s so well-loved in these parts, you’ll often see locals enjoying it for breakfast, as well as, a late night snack after the bars close.

Snack 4: Emoliente con aloe vera, chia seed, & flax seed

This was my favorite stop along the way because it addition to being local and authentic, it offers a wide array of health benefits. Emoliente is an herbal tea popular with most all Peruvians that is sold by street vendors around the country. Peruvians believe it to have healing and protective powers, and when you hear what’s it in, you’ll understand why.

While recipes vary from vendor to vendor, the herbal tea can include any, if not all, of the following:

  • Aloe vera: To sooth the digestive tract and counter the affects of eating spicy food daily.
  • Horsetail: Has diuretic properties (great for constipated travelers).
  • Boldo: Supports digestion (and a hangover).
  • Cats claw: May help with cancer treatment, inflammation, & viral infection.
  • Alfalfa juice: Rich in vitamins and minerals.
  • Cinnamon: Source of antioxidants and anti-inflammatory properties.
  • Bee Pollen: Increases circulation, eases tension, and reduces environmental allergies.
  • Honey: Contains disease-preventing and disease-fighting agents.

The consistency is almost gooey and you need to use your lip along the edge of the cup to cut the mixture so you can swallow (think of the consistency of chia seed pudding, but a bit more watery).

Sounds weird…but it’s wonderful! And your stomach will feel like a million bucks after.

Dessert 5: Picarones

A type of doughnut brought to the colonies by Spanish conquistadors, picarones are made with squash and sweet potato, and drizzled with honey or spiced syrup.

If your travels find you in Lima, Peru, I hope you enjoy the food as much as we did! Happy travels.



Comentários:

  1. Sam

    Peço desculpas, mas, na minha opinião, você não está certo.

  2. Dusan

    Este é apenas um tópico incomparável :)

  3. Abdi

    para onde o mundo é rolado?

  4. Dulrajas

    É compatível, a frase muito útil

  5. Sam

    É a informação engraçada



Escreve uma mensagem